ABRACAMED

Tailândia libera cannabis e agora pacientes pagam valor mais acessível.

Tailândia libera cannabis e pacientes agora pagam valor mais acessível

Para Jiratti Kuttanam, a flexibilização das restrições à cannabis na Tailândia significou uma coisa acima de tudo – um fornecimento mais barato dos produtos que ela usa para controlar a dor e os outros sintomas causados por seus tratamentos contra o câncer de mama.

Na semana passada, a Tailândia se tornou o primeiro país asiático a legalizar o cultivo e o consumo de cannabis, uma medida que as autoridades disseram que impulsionaria a agricultura, dando aos agricultores um novo e valioso cultivo comercial. 

A maconha medicinal é legalizada na Tailândia desde 2018. Mas, antes da mudança da lei, Jiratti dependia de importações estrangeiras. 

As flores de maconha importadas costumavam custar até 700 baht (US $20) por grama, mas os preços caíram pela metade desde então, disse Jiratti.

“Tenho tomado cannabis regularmente para não sentir dor”, disse ela enquanto triturava e fervia folhas de maconha para fazer chá com infusão, enchendo seu apartamento em Bangkok com seu cheiro característico.

Ela foi diagnosticada com câncer de mama em estágio avançado há cinco anos. Dois anos depois, ela começou a usar o óleo de cannabis e outros produtos para aliviar a dor, vômito, cansaço e a ansiedade que sofria após a quimioterapia.

“Uma colheita local e legalizada significa um fornecimento mais confiável desses produtos – uma coisa boa, desde que os pacientes saibam como usá-los, disse ela.”

Matéria Original (em inglês): Reuters

Deseja iniciar seu tratamento com Cannabis Medicinal? Acesse abracamed.org.br e associe-se

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Comece seu tratamento agora
Rolar para cima